Projeto de Eduardo Barbosa sobre educação ao longo da vida vai à sanção presidencial


“Este projeto traz um avanço muito grande para o conceito de educação”, avalia o deputado Eduardo Barbosa, que ficou emocionado com a aprovação pela Câmara e pelo Senado.

Foi aprovado pelo Plenário do Senado nesta quinta-feira (8) o Projeto de Lei (PLC) 75/2017, de autoria do deputado Eduardo Barbosa (MG), que garante o direito à educação e à aprendizagem ao longo da vida. A proposta agora segue para sanção presidencial.

O projeto modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996), incluindo o direito à educação e aprendizagem ao longo da vida como um dos princípios norteadores do ensino brasileiro e estabelece que a educação de jovens e adultos (EJA) constitua um instrumento para a educação ao longo da vida para quem não teve acesso aos estudos no tempo certo. A proposta ainda determina que o dever do Estado em garantir a educação especial na primeira infância (zero a seis anos) se estenda ao longo da vida para as pessoas com deficiência, em todos os níveis e modalidades de ensino.

Reproduzir

“Estou emocionado com a aprovação desse projeto porque ele traz um avanço muito grande para o conceito de educação, mostrando que ela pode ser articulada com outras áreas de conhecimento. Não precisa ser de atividade exclusiva do Ministério da Educação, mas que, a partir dele, possa se articular com outras políticas setoriais porque o saber está também em outras áreas”, afirmou Eduardo Barbosa.

Segundo o deputado, o conceito de educação ao longo de toda a vida ganhou impulso com o Relatório elaborado em 1996 para a Unesco, pela Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI, denominado “Educação um tesouro a descobrir”. O deputado ainda cita duas Conferências Internacionais de Educação de Adultos (Confintea) que trataram do assunto. A V Confintea abordou a necessidade do reconhecimento do “Direito à Educação” e do “Direito a Aprender por Toda a Vida”, e a VI Confintea acentuou a busca de articulação entre os conceitos de educação e de aprendizagem ao longo da vida.

Vale ressaltar que o aprendizado ao longo da vida é assegurado no art. 24 da Convenção da ONU sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência.

O Presidente da República tem até quinze dias úteis para sancionar o texto aprovado pelo Congresso Nacional; decorrido o prazo de quinze dias, o silêncio do Presidente da República importará sanção. (CF, art. 66, § 3°).

(Da assessoria do deputado/foto: Alexssandro Loyola)

Confira também a reportagem da Agência Senado:

Conceito de educação ao longo da vida deve constar da LDB

Compartilhe:
8 fevereiro, 2018 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *