Descaso com o turismo


Tucanos criticam falta de prioridade do governo federal com a infraestrutura turística

Parlamentares do PSDB condenaram nesta sexta-feira (11) a falta de investimentos em infraestrutura por parte do governo federal nos últimos anos para melhorar o turismo no Brasil. Segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o país ficou com o 52º lugar na classificação geral do ranking de competitividade do setor. Na comparação com o levantamento realizado em 2009, o país perdeu sete posições. Os principais problemas encontrados pelo levantamento do Fórum Econômico Mundial foram a falta de infraestrutura, regulação, violência, falta de mão de obra qualificada e ausência de investimentos que acabam se sobrepondo às vantagens das belezas nacionais.

Para o senador Aloysio Nunes Ferreira (SP), o país figurou muito mal neste levantamento, pois a infraestrutura de transportes no Brasil é “um verdadeiro desastre”. “Me refiro a estradas, portos e ferrovias, onde o Brasil só se saiu melhor do que 23 dos 139 países que compõem esse ranking”, explicou o tucano. O senador lembrou que o turismo no Brasil é muito mal aproveitado, uma vez que a atividade movimenta 9% do Produto Interno Bruto (PIB) e emprega 5 milhões de brasileiros.

As piores avaliações, segundo os dados do Fórum Econômico Mundial, foram obtidas em critérios como a infraestrutura de transportes, a ausência de trabalhadores qualificados e as regras para o estabelecimento de negócios no setor. O Brasil aparece, por exemplo, como um dos países onde mais se leva tempo para abrir uma empresa. O peso do crime e da violência também desfavorece o país.

Segundo o deputado Antonio Imbassahy (BA), o governo federal não implementou as ações necessárias para melhorar a infraestrutura. “A situação dos aeroportos traz desconforto e a segurança pública também. As imagens do Brasil que passam no exterior são negativas ”, ressaltou. Para Imbassahy, o governo deveria olhar para o turismo como uma “larga possibilidade” de geração de emprego e renda para a população.

O levantamento mostrou ainda a falta de prioridade dada à indústria de turismo, em razão dos baixos investimentos do governo. “A rede de transportes continua pouco desenvolvida e a qualidade das estradas, portos e trens precisa de melhorias”, diz o levantamento. O estudo destaca ainda que a competitividade do Brasil nessa área fica abalada em razão dos elevados impostos que recaem sobre o transporte. Um dos entraves, informa a pesquisa, é a alta tributação embutida nas passagens aéreas e nas tarifas cobradas pelos aeroportos.

O deputado Alberto Mourão (SP) também criticou a postura dos governos petistas que não dão a devida atenção para desenvolver o turismo no Brasil. “O governo federal precisa fazer maior investimento da infraestrutura aeroportuária para melhorar a receptividade ao turista e investir na segurança pública”, avaliou.

Reproduzir
baixe aqui

(Reportagem: Artur Filho/Fotos: Agência Senado e Agência Câmara/Áudio: Elyvio Blower)

Compartilhe:
11 março, 2011 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *