Nomeações “ficha suja”


Governo Dilma começa com exibição de malfeitos de nomeados para cargos importantes, critica Marisa

Vice-presidente nacional do PSDB, a senadora Marisa Serrano (MS) condenou nesta segunda-feira (10) nomeações feitas pela presidente Dilma Rousseff e por auxilares diretos de pessoas envolvidas com irregularidades na administração pública. Reportagem publicada pela revista “Época” nesta semana revelou mais um caso, dessa vez  envolvendo o novo secretário-executivo do Ministério do Turismo, Frederico Silva da Costa.

O ocupante do segundo cargo mais importante da pasta é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de desviar recursos públicos. Por conta da denúncia, Frederico, seu pai, Francisco Hyczy da Costa, e seu irmão, Francisco Costa Neto, estão desde fevereiro com os bens bloqueados pela Justiça Federal no Tocantins.

Para a senadora, a presidente Dilma deveria seguir o seu discurso de posse, quando prometeu que não aceitaria desmandos em seu governo. “Estamos vendo justamente o contrário. Isso tem um impacto muito negativo num governo que começa sob a égide do desmando e de falcatruas de pessoas que não dão exemplo para a nação”, criticou.

Reproduzir
baixe aqui

Além do processo judicial, que envolve um empréstimo de R$ 4,7 milhões contraído por sua família na Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), Costa é acusado agir em benefício próprio no mesmo ministério. Quando ocupava o cargo de coordenador do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), destinou R$ 13 milhões para a construção de uma rodovia em Goiás, a GO-507. A estrada reduziu em 30 quilômetros o percurso para turistas das regiões Sul e Sudeste que visitam a região de Rio Quente, onde está localizado o Rio Quente Resorts, propriedade da família de Frederico Costa.

A mesma revista lembrou também que mesmo antes de assumir o comando do Turismo, o deputado Pedro Novais (PMDB-MA) foi protagonista de outro escândalo denunciado pela imprensa: o pedido de ressarcimento à Câmara de despesas efetuadas em uma suíte de motel em São Luís, no Maranhão, onde teria ocorrido uma festa com 15 casais.

Para Marisa Serrano, a população brasileira não aguenta mais tantos casos de corrupção no governo federal. “A sociedade espera que os governantes tenham ética. Os oito anos do governo Lula vão ser lembrados pelos desmandos e, principalmente, pela corrupção”, afirmou.

Mais indicações sob suspeita

→ Dilma também nomeou a senadora Ideli Salvati (PT-SC) para o Ministério da Pesca. A petista é acusada de gastar R$4 mil em verba indenizatória do Senado para o pagamento de diárias em um hotel em Brasília ao mesmo tempo em que recebia R$ 3.800 mil de auxílio-moradia. Já o novo diretor nacional dos Correios, Larry Manoel Medeiros de Almeida, foi condenado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) por irregularidades enquanto ocupou a direção da estatal no Rio Grande do Sul. (Reportagem: Artur Filho/Foto: Eduardo Lacerda/Áudio: Elyvio Blower)

Compartilhe:
10 janeiro, 2011 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *