Bolsonaro entrega proposta de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados


O presidente Jair Bolsonaro esteve no Congresso Nacional na manhã desta quarta-feira (20) para entregar ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), a nova proposta de reforma da Previdência (PEC 6/2019). Deputados do PSDB que participaram da reunião na presidência da Casa destacaram a importância da reforma e ressaltaram a atitude do chefe do Executivo de apresentar pessoalmente a proposta ao Legislativo.

O líder da bancada tucana na Câmara, deputado Carlos Sampaio (SP), afirmou que o clima é de respaldo à medida. “Todo mundo reconhece que a população está envelhecendo e a expectativa de vida no Brasil aumentou”, afirmou em entrevista à rádio CBN.  

Sampaio lembra que o Brasil tem hoje 52 milhões de contribuintes e 33 milhões de aposentados. “Os cálculos do governo indicam que em 2050 haverá uma inversão. Teremos 44 milhões de contribuintes para 61 milhões de aposentados. Ou seja, a Previdência estará literalmente quebrada. A expectativa do PSDB é muito grande de que a reforma tramite com agilidade, mas que seja feita a análise correta”, ressaltou.

De acordo com o deputado, o partido trabalhará para que a reforma seja economicamente adequada e socialmente justa. Sampaio reforça que o PSDB não abre mão de alguns conceitos e que a bancada vai se debruçar sobre o tema fazendo os cálculos necessários para que a reforma possa dar uma resposta ao Brasil.

“Somos contrários à idade mínima igual para homens e mulheres. Achamos que deve haver diferença. Também não faz sentido ter a mesma idade para trabalhador urbano e rural. Há uma diferença na atividade laboral de cada um. E temos que ter um cuidado com o BPC para pessoas com deficiência. Estima-se que haja cerca de 30 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no país”, alertou.

HARMONIA ENTRE OS PODERES

Na avaliação do deputado Vanderlei Macris (SP), o presidente Bolsonaro deu uma importante demonstração de respeito ao Legislativo. Para ele, isso reforça a independência e a harmonia entre os poderes.

“Realmente o Brasil precisa dessa reforma. Estamos prontos para avaliar cada detalhe do que foi proposto”, ressaltou. “É uma série de detalhes que o Congresso agora se debruça para poder apresentar suas sugestões para uma reforma da Previdência que acabe com os privilégios. A reforma precisa ser feita e a bola do jogo está agora aqui na Câmara”.

O deputado Celso Sabino (PA) também acompanhou o encontro e afirmou que a reforma é de extrema importância para o país. “E o presidente vir ao Congresso trazer a proposta foi uma demonstração de respeito ao Congresso Nacional”, disse.

CORTE AOS PRIVILÉGIOS

O ex-deputado pelo PSDB Rogério Marinho, atual secretário da Previdência, destacou alguns pontos da proposta após a entrega do texto à Câmara. Um dos principais responsáveis pela elaboração da peça, Marinho afirmou que, em linhas gerais, a reforma ataca as desigualdades e os privilégios.

“Esse projeto que chega à Casa ataca privilégios, combate fraudes e ao mesmo tempo determina que quem ganha mais vai contribuir com mais e quem ganha menos vai contribuir com menos, que é um processo de justiça para o conjunto da sociedade”, explicou.

Segundo Marinho, o objetivo do governo é gerar uma economia de R$ 1,167 trilhão em dez anos aos cofres públicos. O secretário anunciou ainda que em 30 dias apresentará o projeto de lei complementar que tratará do novo sistema previdenciário para os militares.

(Reportagem: Djan Moreno/ Foto: Luiz Macedo)

Compartilhe:
20 fevereiro, 2019 Banner, Últimas notícias 2 Commentários »

2 respostas para “Bolsonaro entrega proposta de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados”

  1. Giovanni Battista Sciammarella disse:

    Meu comentário, a desigualdade com quem trabalha mais de trinta e cinco anos para ter um valor de perto dos $3800,00 reais e a classe política, deputados, vereadores, prefeitos e governadores, ter um alto valor a ser recebido por pouquíssimo tempo. Sim, igualdade é para todos e transparência. O povo precisa quer ver preto no branco.

  2. JOZSEF JANOSEK disse:

    Sr. G. Battista S. não sou contra os ganhos destes, tão somente a integridade, além do patriotismo, ausente !! Todos os nossos representantes usam filosofia do: QUEM PODE MAIS CHORA MENOS, HAJA PACIÉNCIA COMPADRE !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *