PSDB apoiará projetos de Bolsonaro sintonizados com a agenda tucana, diz líder


Integrantes da atual bancada e parlamentares eleitos estiveram com o presidente eleito no gabinete de transição.

O PSDB apoiará os projetos de Jair Bolsonaro que estejam sintonizados com a agenda tucana e sejam benéficos ao país. Foi o que ressaltou o líder Nilson Leitão (MT) após a reunião da bancada do partido na Câmara com o presidente eleito no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde funciona o gabinete de transição em Brasília.

Nilson afirmou que muitos pontos da agenda do novo governo vão ao encontro de bandeiras do partido e, por isso, o presidente terá o apoio dos tucanos em votações no Congresso de pautas convergentes com os ideais da bancada.

“O governo Bolsonaro vai ter apoio para tudo aquilo que também é agenda tucana, todas as reformas, aquilo que nos une como reforma previdenciária, tributária, pacto federativo, redução da máquina pública”, afirmou o deputado após o encontro. (confira trechos da entrevista coletiva abaixo)

De acordo com o líder, outros temas como licenciamento ambiental e segurança jurídica, assim como a estruturação de uma Secretaria Nacional do Índio, foram debatidos na reunião e encontram simpatia tanto no partido quanto na equipe do novo governo.

Reproduzir

“São temas que ele defende e que o PSDB concorda. Então, obviamente, terão o nosso apoio, mas não é uma questão relacionada a ocupação de cargos ou ministérios. Trata-se de apoio no Congresso. Não se trata de ser base aliada. O que vai acontecer no Congresso é uma nova roupagem. Blocos vão se juntar e obviamente a maior adesão será às reformas”, explicou aos jornalistas.

Segundo Leitão, Bolsonaro e o PSDB lutaram nas eleições contra um adversário comum, que era o PT. Agora, é preciso unir forças, torcer pelo sucesso do governo e trabalhar por um Brasil destravado, desburocratizado e sem ideologia nos órgãos públicos, apoiando todas as reformas necessárias.

O líder eleito da bancada tucana para o ano de 2019, deputado Carlos Sampaio (SP), também ressaltou a importância desta atuação em defesa do país. “A reunião foi muito produtiva e fiz questão de dizer ao presidente que ele pode contar comigo para viabilizar todos os projetos e medidas essenciais para fazer o Brasil voltar a crescer. Tenho certeza de que essa união de pessoas de bem representará um novo tempo para o nosso país”, apontou.

DIREITOS HUMANOS

Bolsonaro falou aos parlamentares sobre a necessidade de apoio às pautas que possam destravar o país. Além das reformas, o presidente eleito considerou necessário reduzir a burocracia e a morosidade que travaram o desenvolvimento nacional nos últimos anos, especialmente em questões que passam pela obtenção de licenças ambientais e exploração de recursos naturais. 

A deputada e senadora eleita Mara Gabrilli (SP) aproveitou o momento para agradecer pela Bolsonaro pela manutenção do Ministério dos Direitos Humanos. Após encontro na semana passada com a parlamentar, o presidente eleito decidiu manter a pasta com status de ministério. “Não consigo imaginar um Brasil se desenvolvendo se não investirmos em políticas sociais para os mais vulneráveis. Se a gente consegue levar desenvolvimento nessa área, é uma forma de acelerar o crescimento do Brasil”, afirmou ela. Bolsonaro chegou a se emocionar com as declarações da tucana sobre como mudou sua percepção a respeito dele após conhecer sua esposa, Michelle Bolsonaro, e atender ao pleito relacionado aos direitos humanos.

O futuro ministro da Casa Civil, Onix Lorenzoni, ressaltou as conquistas obtidas pelo país por meio do trabalho do PSDB e fez menção aos embates travados por parlamentares tucanos contra o PT. “Um partido que sempre se preocupou com a cidadania brasileira foi o PSDB. Esse é um momento histórico em que vamos superar divergências e encontrar as convergências. Temos respostas a dar à sociedade”, disse Lorenzoni, que esteve ontem na Liderança do partido na Câmara. Assim como ocorreu na t

CONFIRA TRECHOS DA ENTREVISTA DE NILSON LEITÃO APÓS A REUNIÃO:

(Reportagem: Djan Moreno/foto: Alexssandro Loyola/Áudio e vídeo: Hélio Ricardo)

Compartilhe:
5 dezembro, 2018 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *