Decisão do STF de soltar José Dirceu é vergonhosa, lamenta Vanderlei Macris


O deputado Vanderlei Macris (SP) usou as redes sociais para criticar a decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) de soltar o ex-ministro José Dirceu. Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram a favor da liberdade do petista.

Dirceu foi condenado a 30 anos e 9 meses de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O petista estava preso na Papuda, em Brasília, mas foi para casa nesta quarta-feira (29).

Segundo Macris, a decisão do Supremo é uma vergonha para a sociedade brasileira. Ele disse que a segunda turma se aproveitou da distração dos brasileiros com a Copa do Mundo. “Essa decisão soltando José Dirceu é uma vergonha. Estou indignado. Será que não é uma preparação para soltar Lula?”, questionou.

Reproduzir

O único ministro da Segunda Turma a votar contra a soltura de Dirceu foi Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. A decisão contraria a própria jurisprudência do STF, que permite a execução provisória da pena após condenação em segunda instância. Os ministros também invalidaram as provas colhidas no apartamento funcional da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) em junho de 2016.

 (Cristiane Noberto/ Foto: Alexssandro Loyola/ Áudio: Hélio Ricardo)

Compartilhe:
28 junho, 2018 Destaque2, Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *