Tucanos ressaltam queda no índice de assassinatos em São Paulo


Tucanos afirmam que cerca de 10 mil vidas foram salvas com a queda nos índices.

Deputados do PSDB destacaram a queda nos índices de criminalidade no estado de São Paulo nos últimos anos. Em 2017, SP registrou 8,02 assassinatos a cada 100 mil habitantes. Redução considerável em relação a 2001, quando houve 35 vítimas de homicídio a cada 100 mil habitantes.

“A partir de uma política correta, séria, é possível melhorar os índices de segurança no país todo”, afirmou o deputado Miguel Haddad (SP), ao ressaltar que foram salvas 10 mil vidas só no ano passado se comparado com os números do início dos anos 2000. O tucano defende que o Brasil tenha mais investimentos em segurança e no preparo de policiais, além da criação de mais oportunidades de emprego para a população.

Para o deputado Sílvio Torres (SP), o Brasil vive em estado de permanente ansiedade não só por conta da crise econômica, mas pela crise da segurança pública. “O Brasil assiste aterrorizado ao que acontece em vários estados. O Rio de Janeiro é a vitrine dessa crise, mas o problema acontece em vários estados”, disse.

O tucano afirmou que a gestão do governador Geraldo Alckmin, presidente nacional do PSDB, investiu em uma política continuada de combate ao crime com a destinação de recursos para treinamento, tecnologia e condições técnicas de trabalho para o setor da segurança. “Graças a essa política de segurança responsável, podemos exibir índices mais baixos”, ressaltou.

Reproduzir

Em entrevista coletiva nesta semana, Alckmin declarou que o governo federal tem o dever de trabalhar a questão da segurança. Há pontos críticos que afetam a segurança de todo o país, como o tráfico de drogas e armas, a lavagem de dinheiro e a extensão das fronteiras. “Não é uma tarefa fácil, precisamos de tecnologia, inteligência e informação”, disse.

O governador defendeu a criação de uma agência nacional de inteligência reunindo Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Forças Armadas, Abin e as inteligências dos estados.

(Da redação/ Foto: Alexssandro Loyola/ Áudio: Hélio Ricardo)

Compartilhe:
22 março, 2018 Destaque2, Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *