Relações Exteriores


A convite de tucanos, ministros virão à Câmara tratar de assuntos da agenda internacional

A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara aprovou nesta quarta-feira (16) requerimentos de deputados do PSDB para realização de audiências públicas com os ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e da Defesa, Nelson Jobim. A pedido do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (SP), Patriota dará explicações sobre as providências adotadas em relação às dificuldades enfrentadas por brasileiros para entrarem na Espanha. Eduardo Azeredo (MG) quer que o ministro esclareça as diretrizes da política externa do governo Dilma. O tucano espera ainda informações de Jobim sobre o Plano de Reequipamento das Forças Armadas, incluindo a compra dos caças para a Aeronáutica.

De acordo com Mendes Thame, é importante que o Itamaraty esteja atento às providências adotadas pelas autoridades espanholas no sentido de evitar as deportações injustificáveis de brasileiros. O deputado relatou os problemas enfrentados por uma jovem acadêmica do Brasil que foi barrada ao chegar na Espanha e acabou sendo detida pela Polícia de Madri. “Cabe a nós realizar uma ação preventiva para evitar que novos problemas surjam, de tal forma que o nosso relacionamento diplomático e parlamentar continue o melhor possível e se evite novos fatos desagradáveis como esse”, destacou o tucano, ao lembrar que situação semelhante foi enfrentada por uma pesquisadora da Universidade de São Paulo em 2008.

O deputado também afirmou que recebeu uma carta do embaixador da Espanha no Brasil, Carlos Alonso Zaldívar, onde o diplomata explica que seu país está adotando medidas para evitar problemas com os turistas brasileiros. De acordo com o embaixador, o número de deportados brasileiros caiu de 2.842 em 2008 para 1.831 em 2010. “Precisamos saber se  essas providências estão sendo acompanhadas pelo Itamaraty e se da parte do governo brasileiro também estão sendo tomadas medidas com esse propósito”, destacou.

Por se tratar de um período em que se inicia a legislatura e também o governo Dilma, Azeredo explica que o chanceler deve ainda fazer um prognóstico das diretrizes da política externa do novo governo e as perspectivas da relações exteriores. A situação de países do norte da África e do Oriente Médio também deve ser um dos temas tratados com ministro das Relações Exteriores.

De Nelson Jobim, o deputado espera obter informações pertinentes a aquisição pelo governo dos caças supersônicos que fazem parte da reestruturação das Forças Armadas. O tucano lembra que o assunto já causou muita polêmica, mas até agora permanece sem uma definição clara. “Essa questão permanece recorrente. O país já discute o tema há mais de 10 anos e sempre há adiamentos. Portanto, é oportuna a vinda do ministro para esclarecer a comissão sobre essa verdadeira novela”, destacou Azeredo. 

Reproduzir
baixe aqui

(Reportagem: Djan Moreno/Fotos: Eduardo Lacerda/Áudio: Elyvio Blower)

Compartilhe:
16 março, 2011 Últimas notícias Sem commentários »

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *