Proporcionalidade respeitada


Com apoio do PSDB, chapa consensual é eleita na Câmara com Eduardo Gomes na Mesa

Os deputados recém-empossados elegeram na noite desta terça-feira (1) Eduardo Gomes (TO) para ser o primeiro-secretário da Mesa da Câmara. Candidato único ao cargo, o tucano teve 474 votos – a maior entre todos os nomes que disputaram postos – e integrou a chapa de consenso, que levou em conta a proporcionalidade partidária na distribuição dos cargos na direção da Casa. Com base neste princípio, o PSDB apoiou o nome de Marco Maia (PT-RS) para a presidência no biênio 2011-2012 e os demais nomes indicados pelos partidos. Com o suporte político de 21 dos 22 partidos da Casa, o petista foi eleito com 375 dos 509 votantes, derrotando três candidatos avulsos.

O novo líder tucano, deputado Duarte Nogueira (SP), comemorou as escolhas e afirmou que a democracia e a Câmara saem fortalecidos, já que prevaleceu a vontade da povo expressa nas urnas em outubro e o critério da proporcionalidade. “Ou seja, conforme a escolha popular, que determinou a quantidade numérica de eleitos,foram escolhidos os cargos da Mesa.  Ao PT, partido com o maior número de deputados, cabe exercer a Presidência e assim por diante. Ao PSDB, terceiro maior partido da Casa, coube a terceira posição, ou seja a 1ª secretaria”, explicou.

Reproduzir
baixe aqui

Ao comentar o lançamento de candidaturas avulsas sem o aval dos partidos,  Duarte lembrou que acabou prevalecendo o acordo firmado entre todos os partidos (com exceção do PSOL), espelhando a realidade do pleito de 2010. “Faz parte das regras do jogo. No Regimento Interno há permissão para que isso seja feito. No entanto, pelo forte arranjo entre as legendas e buscando respeitar a proporcionalidade, os candidatos de consenso se destacaram”, afirmou.

De acordo com o líder, o PSDB estará bem representado na Mesa com Eduardo Gomes. Para Duarte, o deputado possui preparo e experiência para o cargo. “Vai ser um bom representante nosso e, sendo da oposição, não vai deixar de defender e apontar posições, sugestões e ideias da nossa legenda e dos demais partidos que vão compor a oposição no Congresso. É tão democrático e patriótico quanto as sugestões e posições que virão da maioria governista”, comparou.

Eduardo Gomes, por sua vez, afirmou que sua atuação buscará fortalecer a imagem do Congresso junto à sociedade. “Vamos com responsabilidade buscar desenvolver, juntamente com o presidente Marco Maia, um trabalho a favor do fortalecimento do Legislativo. Temos que ouvir a Mesa e entender as necessidades da Casa”, afirmou o parlamentar reeleito pelo estado de Tocantins.

Além de Marco Maia e  Eduardo Gomes, foram eleitos: Rose de Freitas (PMDB-ES) como 1ª vice-presidente; Eduardo da Fonte (PP-PE), 2º vice-presidente; Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP), 2º secretário; Inocêncio Oliveira (PR-PE), 3º secretário; além de Júlio Delgado (PSB-MG), 4º secretário. Os suplentes são: Manato (PDT-ES), Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE), Geraldo Resende (PMDB-MS) e Sérgio Moraes (PTB-RS). (Reportagem: Djan Moreno/Foto: Ag. Brasil/Áudio: Elyvio Blower)

Compartilhe:
1 fevereiro, 2011 Últimas notícias 1 Commentário »

Uma resposta para “Proporcionalidade respeitada”

  1. Senhores gestores do Blog

    Ao mesmo que parabenizo, por favor, penso que nós tucanos gostaríamos de conhecer detalhadamente o curriculum, mormente de sua vida política, do eleito e daquele escolhido para líder, a saber: Eduardo Gomes e Duarte Nogueira.

    Jorge Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *